30 junho 2008

Cavaleiro andante


Cefas Carvalho


Sou um cavaleiro andante. Por Deus que, com minha arma e meu escudo, honrarei o brasão de minha família e não perecerei nas mãos destes malditos que me perseguem! Se me escondo neste aposento escuro deste castelo amaldiçoado é porque os infiéis são em grande número e preciso permanecer vivo para defender meu rei e meu castelo. Os malditos querem me capturar e me submeter a incontáveis torturas. Ouço ruídos e percebo que os vilões estão atrás de mim. Preciso fugir deste calabouço e partir para minhas nobres epopéias, matando dragões e salvando donzelas. Sou um cavaleiro andante, repito, e com minha armadura e minhas armas, levo a justiça até os confins do Reino, com a benção do meu rei, imperador destas terras, e de Deus Nosso Senhor. Empunho minha espada sagrada e aguardo os ímpios adentrarem o aposento. Gritos de guerra e urros quase bestiais. Percebo que a legião de feiticeiros, todos de branco, começa a me cercar. Dois dos mandriões carregam consigo um pano mágico, com o qual querem me aprisionar. Outro feiticeiro tem entre os dedos a agulha do demônio... Não se aproximem de mim, seres infernais, afastem-se de um cavaleiro ungido pelo rei, larguem-me cães do inferno...

*

- João, onde coloco essa vassoura?
- Lá no almoxarifado. Rapaz, hoje o homem estava brabo. Ele segurava a vassoura como se fosse uma espada...
- Esse aí está cada vez mais doido. Trabalhar em hospício é assim mesmo, meu caro...
- Mas com a injeção que tomou, vai dormir até amanhã. Ei, hoje tem jogo lá no caminho do bairro?
- Rapaz, acho que sim. Bater uma bola é bom depois de um dia desses. E o cara gritando que ia salvar princesas, hein?...

8 comentários:

Cláudia Magalhães disse...

Divertidíssimo, amor meu!
O seu Cavaleiro Andante comprova a sua versatilidade e a sua enorme criatividade. O final é surpreendente!
Te amo, amor meu! De paixão... De loucura...

Ronne disse...

Nossa....quando terminei de ler, tive que voltar, e relendo senti que haviam duas atmosferas.....entre na idade média e de repente estou em pleno século XXI dentro de um hospício....
muy loco....

filipe disse...

Dom Quixote auxiliar administrativo!

Camila Queiroz disse...

adorável.
.
.
.
prazer... camila queiroz.

Mulher na Janela disse...

Querido Cefas...obrigada pela publicação de meu poema no texto da Segunda, que, diga-se de passagem, tem me feito boas surpresas!

Um abraço!

Iara

Meu relatos disse...

cefas estou elaborando um blog com o comprometimento com a cultura do RN se for possível me faz uma visita e se merecer me add aos seus favoritos

http://curtacultura.wordpress.com

CARLOS SANTOS disse...

Grande Cefas,

Você é uma figura admirável. Tirando todos os defeitos, é gente boa. Quanto ao texto, não tenho talento nem cultura à análise. Arrimo meu comentário no deleite que ele provoca em mim.
Sinto uma inveja tipo "colesterol bom." Não me mata nem o fere. Um abraço, saúde e paz. Carlos Santos.

Nalva Melo cafe salão disse...

..um lúdico em férias e a lucidez em contraste.-amo a vida e os vivos!