06 maio 2011

Coração

Cefas Carvalho

Ele, apaixonado ao extremo. Passional, verborrágico. Ela, bela e distante, deusa grega em mármore. Eu amo você - repetia ele – Você manda em meu coração! Ela resmungava: É mentira sua... Até o dia em que ela decidiu fazer o teste. Ordenou que o coração dele parasse! Ele sentiu o corpo gelado e, subitamente, caiu morto ao chão.

3 comentários:

Andressa Vieira disse...

Senti uma inspiração de Marina Colasanti aí...

ótimo texto, como sempre, Cefas!
Abraço

Cefas Carvalho disse...

Confesso que sim, aliada à leitura dos microcontos do amigo paulista Wilson Gorj, mestre dos contos cursos.

Moderador disse...

Colasanti ou não, a criatura é cruel, assim como o autor. Abraço.

Jotta Paiva
www.aspirinasurubus.blogspot.com