09 agosto 2010

A tua língua em minha língua


A tua língua em minha língua; eis
Nossas bocas firmando uma aliança...
Corpos entrelaçados em uma dança
Em um palco desnudo de vãs leis...
Da tormenta, fizemos a bonança!
Invertendo os corpos de uma vez...
Peças no tabuleiro de xadrez
Tendo o xeque-mate como herança...
E teus lábios (!), em minha boca, enfim...
Que me cortam, faca de um gume!
E desprendem odor de alecrim...
Se eu teus lábios derramo meu prazer...
Em meu rosto destilas teu perfume
Na madrugada pronta p´ra morrer...

4 comentários:

disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
disse...

Hummmm que delícia heinnn!rsrs

Myrianna Coeli disse...

Adorei! Muito imagético.

=)

Cefas Carvalho disse...

Olá, Myrianna. Que bom te ver por estas plagas. Fazes falta na redação do PN, ainda. Beijo e até a próxima!